Cromoterapia – Influência das cores


Cromoterapia, Chakras e Bioenergia

Cromoterapia, Chakras e Bioenergia

CROMOTERAPIA – Influência das cores

A acção e significado das cores

As cores exercem uma influência específica, cada uma a seu modo, nas pessoas, nos animais e até mesmo nas plantas. Alguns estudiosos admitem que uma espécie de campo vibratório é emitida por cada uma das cores e dos seus tons.

As cores e a alma

Há um processo complexo que determina o efeito da cor no organismo. As cores produzem influências específicas bem determinadas em qualquer pessoa, seja adulta ou jovem, homem ou mulher, doente ou sã. Também é universal o facto de uma pessoa ter predilecção por uma determinada cor e identificar-se com as qualidades e com a influência orgânica e psíquica dessa mesma cor.

São muitos os entendidos nesta matéria que afirmam que as cores actuam primeiramente na alma e depois no corpo. Senão, como explicar que as pessoas com os olhos vendados sintam os mesmos efeitos?

Exemplo: a diminuição dos batimentos cardíacos resultante de uma exposição ao azul seria provocada pela tranquilização psíquica produzida antes, e não pelo caminho inverso. Enquanto essas questões não forem bem resolvidas, o importante é que entendamos que os efeitos das cores sobre as pessoas são reais e aplicáveis em tratamentos tanto psíquicos como físicos, na psicoterapia e na clínica médica.

Azul

O azul é uma cor suave, que produz calma, tranquilidade, ternura, afectuosidade, paz e segurança. Ela favorece as actividades intelectuais e a meditação. É uma cor passiva, concêntrica, perceptiva, sensível, incorporada e unificadora.

A contemplação do azul determina profundidade, sentimento de penetração no infinito, sensação de leveza e contentamento. É a cor preferida das pessoas calmas, seguras, equilibradas e leais. O azul estimula na personalidade a doçura, a parcimónia, a sensatez e a ternura. É a cor da compaixão, da paz de espírito, da ética, da integridade e da confiança.

Favorece a criação e a manutenção de um clima ou ambiente calmo e organizado nas residências ou locais de trabalho, quando presente nas paredes, cortinas, daí ser conveniente pintar as paredes de azul em locais sujeitos a muita tensão, atrito e desavenças.

Num sentido mais profundo, o azul é a cor da nossa identificação com o planeta Terra, que visto do espaço é de um azul indescritível. Nas suas tonalidades mais escuras, o azul está relacionado com o infinito profundo e a eternidade, nos seus tons mais claros, ao êxtase místico. Quando existe aversão ao azul índigo, isso pode significar confusão e instabilidade psico-mental, inquietação, ansiedade, inconstância, orgulho, rebeldia, além da necessidade insatisfeita de realização emocional.

Vermelho

Uma cor activa e estimulante, que produz impulsividade, avidez, excitabilidade, impulso sexual e desejo. O vermelho favorece também a força de vontade, a conquista, a vitória, a gloria e a liderança. É activo, ofensivo, agressivo, competitivo, sensual, excêntrico, autónomo e móvel. A sua contemplação estimula à acção, à luta e à conquista. É a cor das pessoas detentoras de magnetismo pessoal e de grande força vital psíquica ou orgânica. São pessoas dinâmicas, instáveis, empreendedoras e às vezes até violentas em casos extremos. O vermelho é escolhido por preguiçosos e deprimidos. Mas é rejeitado por pessoas agitadas e irritáveis. Estes sintomas podem aparecer mesmo quando há carência de energia, como nos casos de cansaço extremo.

Verde

O verde é a cor da firmeza, constância, perseverança, resistência e esperança. Determina segurança, amor-próprio, auto-afirmação e orgulho. É uma cor passiva, defensiva, concêntrica, imutável, possessiva e repressiva. A sua influência assinala persistência, determinação e, em casos extremos, obstinação. O verde dá maior flexibilidade ao poder da vontade, estimula o amor-próprio e até a arrogância. Não é uma boa cor para pessoas agarradas à rotina e que sejam muito metódicas. Favorece a repressão de sentimentos, bloqueando-os e aumentando assim a pressão psíquica. Determina impulsos de orgulho, superioridade, maior auto-controle, contribuindo para um temperamento austero e despótico. Estimula ainda a procura de condições mais adequadas de acção.

A escolha do verde revela uma pessoa com força de opinião, reformadora, conservadora e criativa, dentro de um critério fechado de opções. Já a aversão ao verde pode significar um estado de ansiedade para libertar-se de tensões reprimidas, bem como a perda da capacidade própria de resistência a situação adversas, redução da auto-estima e da auto-afirmação, sensação de culpa e de fracasso. Pode ser também sinal de capricho excessivo e de teimosia.

Amarelo

É a cor da vivacidade, da alegria, do desprendimento e da leveza. Produz relaxamento, desinibe, brilho, reflexibilidade, alegria espirituosa e espiritualidade. Psicologicamente o amarelo está ligado à libertação da carga de responsabilidades excessivas, à redução dos complexos, à diminuição da inquietação, da ansiedade e das preocupações. Tudo de um modo suave, mas não inconsequente. O amarelo é uma cor activa, expansiva, ambiciosa, excêntrica e inquiridora. Está ligada a certos estados de alma, como a euforia, a expectativa e a espontaneidade. Está relacionada com a originalidade, a mente radiante, a fraqueza, a luz solar e a felicidade.

A pessoa atraída pelo amarelo é irregular nas suas actividades, mas não chega a ser irresponsável ou volúvel. Se o verde significa persistência, o amarelo é mutabilidade; se o verde é tensão, o amarelo é relaxamento e flexibilidade. É uma cor infantil e ingénua.

Preto

O preto transmite a sensação de renúncias, entrega, abandono e introspecção. A sua condição de total ausência de cores relaciona-a simbolicamente com a ideia do nada e do vazio. Por isso expressa a concepção abstracta do zero, da negação, do espaço infinito, do não ser, do não (o branco dá a ideia do sim). Preto e branco são tons extremos que estão ligados ao simbolismo cabalístico do alfa e do ómega, do princípio e do fim.

O preto significa também o destino e a morte, favorece a auto-análise e permite um aprofundamento do indivíduo no seu processo existencial. No Ocidente, o preto é a cor do luto por expressar melhor a eternidade no seu sentido mais profundo: a não existência.

As pessoas que preferem o preto ou têm atracção por ele são estranhas, distantes, taciturnas, procuram a renúncia e o isolamento. É a cor predilecta dos monges e outros tipos de religiosos, pois permitem um maior contacto com o inconsciente e com a vida interior.

Cinzento

Trata-se de uma cor inteiramente neutra e isenta de qualquer capacidade de influenciar o ser humano já que é o equilíbrio entre o preto e o branco, ou exactamente o meio do espectro cromático. O cinzento não emite estímulo psicológico e em qualquer tonalidade que se apresente não produz nem tensão, nem relaxamento: é completamente neutro. Transmite essa mesma neutralidade que dá a sensação de equilíbrio e estabilidade. As pessoas que têm atracção pelo cinzento sentem necessidade de procurar o equilíbrio, a redução de conflitos psicológicos e pode estar carente de energia vital. O cinzento é também o preferido por aqueles que procuram isolar-se do mundo ou não se identificam com os padrões e valores mundanos.

Castanho

O castanho representa a constância, a necessidade de segurança, a dependência, a disciplina e a uniformidade, induzindo ainda à observação de regras. Como o castanho é uma espécie de vermelho escurecido, ele possui a vitalidade e a força impulsiva do vermelho, só que de forma atenuada e pelo preto neutralizada. Deste modo, o castanho é uma cor que transmite uma vitalidade passiva. É uma cor indiferente, comummente preferida por religiosos e peregrinos. Por isso é que se diz que o castanho realça a importância das raízes, do lar e do agrupamento social.

Violeta

O violeta é uma resultante da mistura do vermelho com o azul, conservando as propriedades de ambos embora seja uma cor distinta. O violeta tenta unificar a conquista impulsiva do vermelho com a entrega delicada do azul. É a cor da identificação com o lado misterioso da vida. Permite a sensação de fusão entre sujeito e objecto, entre o indivíduo e o todo. É, definitivamente, uma cor ligada ao encantamento, ao sonho, ao estado mágico da mente, aos desejos espirituais, ao deleite espiritual ou astral.

O violeta é uma cor preferida mais pelas crianças ou por pessoas imaturas ou que estejam em processo de busca de sentimento espiritual para as suas vidas. Mas isso não que dizer que a escolha da violeta signifique falta de maturidade ou de dependência. Quem prefere o violeta e claramente sensível e delicado. É a cor das pessoas que têm insegurança emocional e certa instabilidade psíquica. O violeta é uma cor feminina, transmitindo misticismo, identificação cósmica, intimidade sensível, encantamento e irrealidade.


Aplicações da cromoterapia

As cores afectam profundamente nossas energias vitais e nossas emoções. Saiba como aplicá-las de modo a harmonizar os aspectos físicos e mentais.

Na medida em que nosso organismo se relaciona com o meio ambiente, recebe estímulos constantes sob a forma de cores e luzes. Isso se dá também com as plantas e os animais. A sensação de bem-estar, de amplitude, de serenidade e paz que experimentamos numa floresta não se deve apenas ao ar puro e ao aroma agreste, mas à grande influência que a cor verde exerce sobre nossas vibrações mais subtis.

Um simples foco de luz

Entre as diversas utilizações da cromoterapia, a mais conveniente é a aplicação de um foco luminoso directamente sobre o corpo, em um aposento escuro, durante meia hora, todos os dias. A luz deve partir de uma lâmpada colorida, colocada num suporte, e irradiar-se por todo o corpo, principalmente sobre a cabeça. A pessoa deve estar confortavelmente deitada de costas, de preferência sem roupas, para evitar qualquer tipo de interferência cromática no tratamento. A aplicação do foco de luz é utilizada sobretudo por clínicas especializadas e pode ser acompanhada de outras formas terapêuticas, como a musicoterapia e as massagens.

Existem outras formas de aplicação das cores visando o equilíbrio e a boa saúde, desde a simples escolha das cores de roupas e das tonalidades usadas na decoração da casa até a mentalização de cores.

Extraído do site: fontedeluz

.

.

.

Tarot Cigano e Magia Cigana

Agendar Consulta:

(71)3231-8162
(71)8873-3365 (OI)
(71)9106-5486 (TIM)

ouLigue Grátis - Clique AQUI!

Cigana Henriqueta Quintanilha

Anúncios

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Cigana Henriqueta

Criadora e Administradora do Site Cigana Henriqueta Quintanilha | 
e-mail: henriquetaqc@hotmail.com

www.ciganahenriqueta.com

Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 52 outros seguidores

Conteúdo por Categorias

Telefones

(71)3231-8162 / 8873-3365
%d blogueiros gostam disto: